Moda minimalista: conheça os principais elementos do estilo

O minimalismo é um novo estilo artístico que tem se popularizado muito entre as pessoas em várias categorias como na decoração, no vestuário e até mesmo no estilo de vida. Partindo da premissa de que menos é mais, o estilo propõe reduzir ao máximo quaisquer exageros e extravagâncias e enfatiza a importância de se viver apenas com o essencial.

O estilo também assume uma proposta de consumo mais consciente, batendo de frente com todo o consumo desenfreado muito comum em compras realizadas por impulso. Além disso, o minimalismo também agrega muita praticidade a seus adeptos ao passo em que faz com que as pessoas usem peças versáteis e que se adaptam com facilidade a qualquer look.

O que define o conceito de minimalismo?

Como mencionamos, o minimalismo é um estilo que abrange a moda, a decoração e a vida em geral de seus adeptos. Trata-se de um conceito que além de básico e simplista, agrega muita elegância e sofisticação ao passo em que também emana uma ideia de organização.

O estilo varia muito de pessoa para pessoa, por ser muito subjetivo. Cada um possui uma definição particular acerca de como entende esse estilo – especialmente a nível de intensidade, assim, alguns adotam o minimalismo de forma mais sutil enquanto outros se livram completamente de quaisquer excessos. Na moda, o estilo é muito similar ao conceito de slow-fashion, em que a proposta também visa frear o consumo compulsivo.

Com base nos impactos que a forte relação entre produção e consumo causa, esse conceito visa promover uma maior consciência em relação ao meio-ambiente e os impactos que este vem sofrendo. Na moda, a união desses dois conceitos auxiliam e induzem produções mais básicas e em menor escala.

Como o minimalismo atua no mundo da moda?

No vestuário, o propósito principal é a produção de peças que evitam muitos detalhes e estampas. Geralmente, a composição das peças é formada por tecidos com uma única estrutura que transmitem a ideia de um acabamento mais leve e básico, o que permite uma fuga de qualquer extravagância ou exageros. Além disso, os modelos costumam remeter aos conceitos mais clássicos e básicos, seja nas roupas ou nos calçados.

Além disso, é importante se atentar à paleta de cores para não extravasar o minimalismo. Qualquer cor em tonalidade neutra é bem-vinda no estilo, então você pode aproveitar suas peças pretas, brancas e cinzas. Isso também não significa que você deve descartar as cores, muito pelo contrário – basta que você saiba dosá-las na quantidade ideal para garantir vida e elegância ao seu estilo.

No que se relaciona às estampas dos tecidos, é importante lembrar que as peças aqui contam com uma menor quantidade de estampas para realçar ainda mais a ideia do básico. Assim, em casos em que há presença de estampa, as peças costumam ser compostas por detalhes em xadrez, poá ou listras, um padrão muito encontrado na maioria das peças minimalistas.

Como adotar o minimalismo em seu guarda-roupa

Para adotar o minimalismo é preciso compreender que o estilo visa estar sempre voltado ao básico e ao desapego, sendo assim, separamos algumas dicas importantes para manter-se no estilo, entenda:

Separe suas peças

É importante se atentar a algumas atitudes prejudiciais para se manter no estilo minimalista, como o apego emocional, que te impede de se desfazer de algumas roupas que, muitas vezes, não são nem utilizadas. Por isso, é importante separar suas peças e classificá-las de acordo com sua usabilidade.

Para isso, é preciso se atentar ao sentimento de apego a algumas peças, o que pode atrapalhar em seu estilo e para isso, é importante estar sempre filtrando o que é usado, o que pode ser descartado e o que possui valor sentimental.

Consuma de forma consciente

Outra maneira de se manter dentro do estilo é mudando de sua forma de adquirir novas roupas, bolsas ou sapatos. Às vezes, pode ser que algumas peças sejam adquiridas sem necessidade e o resultado é que podem acabar até mesmo nem sendo usadas. Isso gera um acúmulo no armário o que facilita bagunças e desordens.

Para colocar fim a essa prática, é importante entender e analisar se aquela compra junto àquela peça realmente se trata de uma necessidade e se compõem o seu estilo. Assim, desperdícios são evitados e você só adquire peças que realmente fará uso em suas rotinas.

Aposte em peças curinga

As peças curinga são peças versáteis e flexíveis que se adaptam a qualquer estilo e ambiente. Estão diretamente ligadas ao estilo minimalista ao passo em que para uma peça de roupa ser versátil e se adaptar facilmente a qualquer coisa ela precisa ser o mais básica possível.

Assim, é importante escolher modelos de roupas com cores neutras e que se adaptam facilmente a vários estilos. As principais recomendações são peças em jeans ou peças em branco ou preto. Com elas, você conseguirá realizar suas produções com facilidade e sem perder tempo.

O estilo minimalista promove uma consciência maior quanto ao consumo e uso de roupas e ao mesmo tempo promove um estilo mais básico e elegante – e não se esqueça de adicionar acessórios básicos para ficar com produções completas. E você? O que pensa dessa tendência? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe este post com seus colegas para saber a opinião deles. Aproveite a leitura para ler nosso post sobre…

A Dumond está produzindo vários conteúdos sobre o universo da moda especialmente para você! Fique sempre por dentro de nossos posts assinando a nossa newsletter para receber nossos últimos posts. Agradecemos a leitura e nos vemos no próximo post! Até lá!

Deixe um comentário